Um assunto polêmico, apenas para os leigos, estudos apontam e nos mostram que os exames que usam radiação não são capazes por si só causar danos e efeito, ainda mais nas radiografias digitais onde tempo de exposição e conseqüentemente dose esta cada vez mais baixa.

Na Odontologia podemos afirmar categoricamente a emissão de menor dose em relação às radiografias médicas, tanto em radiografias convencionais como nas tomografias. Mas vale lembrar que a proteção é sempre indispensável quando houver a indicação, a proteção nunca pode intervir na qualidade de imagem, justamente para evitar repetição e soma de dose diminuindo riscos aos pacientes.